Quando teremos filhos

Foi estranho quando meu pai, no último Natal, disse que estava faltando um filho meu entre todos os netos de mamãe. Eu e ele possuímos um contato bastante limitado, e ele nem sabe que sou casada. Ainda assim, em vez de me cobrar um relacionamento, me cobrou um neto.

Poucos dias antes disso, quando eu estava com a Lore em BH, perguntei a ela se considerava ideal termos um filho caso ganhássemos (jura, neném!) na MegaSena da Virada. Rsrs. Bom… Quem nos conhece pouco ou muito sabe que somos duas babonas de crianças. Destinamos aos filhos de parentes e amigos o carinho que não podemos dar ainda aos nossos próprios rebentos. Em regra, sentimos o útero pular muitas vezes ao dia, e fazemos planos para quando os tivermos, sonhamos com as suas diferentes personalidades e os idealizamos brincando com as nossas gatas etc.

Voltando, sobre a pergunta, a resposta que ela me deu foi exata e felizmente a que eu esperava: “Hmm… acho que não. Temos tanta coisa para resolver em nossas vidas, para construir…” Esse pensamento em comum é reflexo da prioridade que nossos futuros filhos já têm em nossas vidas: estão em primeiro plano.

mães

Sara Ramirez e Jessica Capshaw com a criança que contracena com elas em Grey’s Anatomy, formando uma linda família

Temos muita coisa a resolver individual e juntamente. Já percebemos que, antes de correr atrás de adotar nossos filhos ou economizar grana para engravidar, necessitamos derrubar um monte de barreiras que nos dizem dia após dia que não estamos preparadas para termos pimpolhos na barra das nossas saias. E eu aprendi com a minha mãe e com outras mães-amigas que nunca estaremos preparadas para sê-lo. Mãe não é ler tudo sobre educação infantil e já se achar foda e pronta para passar de ano em uma matéria. Também não é um plano exato a curto, a médio e a longo prazo.

É por isso que, apesar de não termos um tostão furado em nossa poupança, o problema em ter ou não um filho hoje não é grana. Ainda com a minha mãe, entendi que “onde comem dois, comem cinco, sete”. Quando filho é nossa prioridade, para tudo damos jeito… exceto para nosso equilíbrio psicológico. Calma, calma. Não somos duas desequilibradas, eu acho. Mas somos mulheres que sabemos o quanto a nossa severa discordância sobre alguns pontos da vida pode influenciar diretamente no desenvolvimento de uma criança. Em síntese, não batalhar para completar a nossa família agora não tem nada a ver com sonhos de viagens, de estudos, de subidas profissionais e financeiras, como é fácil de se suspeitar.

Temos ciência, porém, que é mais provável demorar muito para sentirmos esse preparo e, portanto, resolvermos atropelar o tempo, ligar o ‘’foda-se’’ e corrermos para os braços da nossa prole. Mas estamos em loading, ora rezando para que o tal preparo chegue, ora pulando ondinhas para que o ‘foda-se’ reine. Enquanto isso, somos mega felizes por nossos amigos-pais-mães nos permitirem usufruir muito a fofurice de seus filhos.

Estamos levando, enquanto der, a nossa cara de brisa quando nos perguntam (coisa mais féla da putana) quando teremos filhos. E vamos sentindo o coração aquecido com duas gatas que são as primeiras a darem lição de que nascemos para ser mães.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Quando teremos filhos

  1. Sabe, amor, além das discordâncias, que fazem parte da vida, penso que ainda temos (ou pelo menos, eu tenho) muito o que batalhar internamente e com o mundo a nossa volta, antes de assumirmos a responsabilidade de criar uma criança. Temos que ter o mínimo de segurança emocional, porque é injusto trazer uma criança à nossa família sem isso. É o que eu penso.
    E apesar de que, sim, sou louca pra ser mãe e esse assunto povoa minha mente diariamente, muitas vezes ao dia, eu sei que não é a hora. Conscientemente, sei disso. Mas esse dia chegará, isso eu também tenho certeza, porque esse é um sonho que sonhamos juntas, e já sonhávamos antes. É um sonho gigante e que só cresce, que um dia vai deixar de habitar apenas as ideias e passará a habitar também nosso corpo, nosso lar, nossa vida.

    PS: ÓTIMA escolha de foto para ilustrar o post. ^^

  2. Nós nunca estamos 100% prontas pra ser mãe. Não antes de sermos mãe. Só a presença real do filho (e aí entra filho biológico, adotado, o sobrinho que foi morar com a tia, etc, etc, etc) transforma uma mulher em mãe. Antes disso é só especulação.

    Francisco foi planejadíssimo. Veio quando eu e o pai decidimos que ele teria que vir, e nem assim eu me senti pronta! Depois que ele nasceu, exatos um mês e meio depois, aí eu senti que eu tinha, como desconfiei quando decidi engravidar, jeito pro negócio.

    Não dá muito pra esperar a vida ficar perfeita, pq ela nunca fica! Nunca mesmo! Sempre vai faltar alguma coisa, sempre vai faltar um zero antes da vírgula, no final do mês, sempre vai faltar a “aprovação” de alguém… O momento ideal é aquele que a vontade vem com tanta força que não resta outra alternativa a não ser ligar o botãozinho do “foda-se, vamos ver que bicho vai dar”!!!

    Eu sei como vocês amam crianças e como seriam mães maravilhosas!
    Torço pra que realizem o sonho de vocês quando e como acharem melhor! :))))

    Beijos, lindonas!

  3. Gente, como eu ainda não conhecia esse blog?! Sou amiga da Lorena pelo Face e nunca tinha visitado o blog de vocês! Que absurdo! rs rs! Mas já adorei e já me identifiquei com o post! Eu e a Paula estamos mais ou menos na mesma situação. Acho que se precisasse escolher atualmente uma frase para me definir, seria o poema do Vinícius: “Filhos… filhos? Melhor não tê-los. Mas se não os temos, como sabê-lo?”

    Beijinhos (e já add o blog nos favoritos!)

    Nosso blog: http://nossafamiliacolorida.blogspot.com

  4. Axo q a gente nunca esta preparada 100%. Ñ conheço a historia de vcs pq foi a primeira vez q entrei no blog d vcs. Mas axo q n tem a hora certa por exemplo eu fiquei gravida estamos construindo e comeco minha facul dia 11 de marco, mas ele ou ela esta aqui dentro de mim junto com mts mudanças em nos vida, minha mulher começa um curso mesq vem mas, a vida é assim sempre temos mts coisas acontecendo em nossas vidas…..

    bjs

Comente e aguarde a nossa aprovação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s