Casamento: uma loucura para poucos

O post casamentício deste mês é da Vivian, esposa da Cá! 🙂 Bora ler?! 

casamento da Vivian e da Camila

O casamento devia receber indenização por danos morais. Tanta gente por aí dizendo que casamento é igual prisão, pesadelo, inferno. Dizem que não existe casamento para sempre, que louco é quem acredita no amor eterno e ai daquele que pensar que nunca será traído. Enquanto isso, o coitado do casamento, sempre tão injustiçado, é o único que tenta fazer algo pela evolução humana, pela compreensão real das relações e da convivência.

É engraçado como tanta gente insiste em condenar uma convenção que na verdade só existe a partir da sua própria ação. Afinal, é do desejo sublime de tornar-se companheira de vida daquela que tanto amamos que nasce a ideia de formalizar a união. Ou pelo menos essa deveria ser a razão principal.

Mas vamos ao que interessa: o meu casamento – ou melhor, os meus casamentos. Sim, porque são tantas as mudanças, as buscas, as descobertas, que sinto como se vivesse um casamento por dia. Pode parecer cansativo, quando se vê assim de fora. Mas até o final vocês entenderão melhor o que quero dizer.

Quando conheci a Camila, minha esposa, eu era uma pessoa um tanto solitária, com diversas certezas sobre o amor, sobre a vida a duas, até certo ponto amarga, mas um pouco esperançosa (resquícios de um romantismo intratável). Eu era quieta, sossegada, ficava no meu canto e pronto. Eu era um gato.

A Camila era um cachorro. Ela era animadérrima, vivia na balada, desconfiada, brava, mas companheira de tudo. Tinha suas razões pra desacreditar o amor, mas não deixava de tentar.

Assim, a gente se conheceu e rolou atrito na mesma proporção em que rolou atração. Delicadíssima relação que já chega com bagagens – como todas hoje em dia – mas, ao mesmo tempo em que surgiam obstáculos, surgia a intensidade. Amizade, planos, desejos e admiração intensos demais. Sem dúvida que viraria amor não é? E aí, como lidar com um sentimento cada dia mais forte, que batia como água contra as pedras? Éramos tão nós mesmas que parecia impossível transpor nossas próprias barreiras.

Eis que me lembro dos conselhos do meu pai, na época tão mal compreendidos: “casamento só existe com tolerância”. Eu questionava sempre: “mas se eu tiver que fazer esforço, é porque não é natural. Então não é amor!

Santa ingenuidade da adolescência, por sorte a vida tratou de nos ensinar. Casamento é tolerância sim, uma tolerância para si e para o outro. É pegar o seu gênio do cão, juntar com o dela e fazer disso uma mistura adocicada. É engolir uns sapos, aprender a pedir desculpas, fazer várias coisas que não gosta (e fazer sorrindo!). Tudo isso para quê? Para olhar para o espelho e se reconhecer uma pessoa melhor a cada dia. Olhar para o lado, na cama, e ver que o tesão aumenta quando aumenta o respeito. E, principalmente, olhar para ela e descobrir que sabe o que aquela respiração diferente quer dizer. É cumplicidade.

Hoje somos duas gato-cachorros. Almas misturadas, bagunçadas, casando diariamente sem parar para respirar. Porque sabemos que essa loucura é para poucos.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Casamento: uma loucura para poucos

  1. Como eu já te falei, Vi, essa é uma das loucuras mais gostosas e gratificantes de se cometer nessa vida. Exatamente, porque não podemos atravessar a vida sem uma companhia que faça a existência valer à pena.

    Eu, que nunca me imaginaria casada (ainda mais com uma belíssima moça *__*), acredito que a minha loucura foi na medida certa: na medida daquilo que sou capaz de viver, de compartilhar, de ser feliz. Que mais loucos, que nem sabem que são loucos, se rendam a isso. E parem de indignar o casamento.

    Beijoos e obrigada pela participação. AMAY! =D

  2. Esse texto da Vi ficou tão lindo que eu fico até sem saber o que dizer… 🙂

    Ver casais como vocês duas, Vivian e Camila, me dá uma esperança muito grande, sabe? Aliás, não só vcs, mas a Ti e a Piu, a Aggy e a Bel, pra não falar de todos os amigos hetero que se permitem viver o amor de VERDADE, não essa convenção social que diz que precisa haver um papel assinado entre duas pessoas para haver felicidade. Não há felicidade onde não há amor verdadeiro; em compensação, onde há a felicidade transborda. Seu texto transborda o amor de vocês.

    Obrigada por terem aceitado participar do nosso bloguinho humilde. 😀

  3. Belo texto…. Vivian tem poucas qualidades, mas uma delas é escrever bem ! rsrsrs

    Lorena, apesar do pouco contato com vcs, saibam que sempre a gente dá uma passadinha por aqui (quando Mariah deixa rsrsr) pra acompanhar a vida deste lindo casal.

    Voces tb são exemplo de que o amor existe, e que todas as barreiras são ultrapassadas quando se quer ser feliz.

    Que 2012 possa ser o ano de muitas conquistas pra vcs.

    Fiquem com Deus

    Bjs Piu

  4. Eu acho que esse gosto particular pela experiência do casamento é coisa de lésbica mesmo huahauahaua Eita povo pra gostar de um relacionamento!

    rss Brincadeiras à parte, como comentei com a Lu, esse assunto é vasto e extremamente interessante, dá vontade de escrever um livro sobre casamento e, mesmo assim, corre o risco de o assunto não esgotar.

    Bom, fico super feliz que tenham gostado, estou ansiosa para ler os próximos!

  5. Lindo texto,lindo amor…parabéns a Camila e a Vivian por terem uma história tão bonita!!
    E que outros loucos se casem e façam com que os não-loucos percebam o quanto é gostosa e surpreendente essa faceta!!
    Beijos a tod@s!!! *-*

  6. Lorena (e Lu). Seu comentário nos fez chorar. É muito gratificante saber que nossa família é amada por tantas pessoas especiais neste mundo a fora.

    Saibam que mesmo sem comentar muito neste cantinho, torcemos e muitooooooooooo pra esta união. A história de voces nos emocionava. A cada post, vibrávamos sabendo que o “morar junto” estava pra acontecer, e hoje, já aconteceu.

    Somos a favor do amor, do amor puro, sincero, desinteressado. Este sentimento, sim, nos traz toda alegria e felicidade do mundo.

    Estamos perto, e estejam certas que em breve iremos nos conhecer.

    felicidade plena e eterna a vocês !

Comente e aguarde a nossa aprovação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s